Disciplinas oferecidas conjuntamente:
JC 108/A – Tópicos em Metodologia de Pesquisa
JC 020/A –   Texto e Linguagem
JC 015/A – Sócio-antropologia da ciência e da tecnologia

JC 020/A - Texto e Linguagem


Início em 18/08 | JC 020/A - Texto e Linguagem
Docente: Profs. Marcos Aurelio Barbai, Cristiane Pereira Costa Dias e Greciely Costa
E-mail para contato:
Horário: Quarta-feira das 9h às 13h
Local: Sala virtual


Semestres em que a disciplina foi oferecida: 2021 - 2º Semestre,

Esta disciplina propõe o estudo do texto na relação com a autoria e a produção do
conhecimento. Busca compreender, da perspectiva discursiva, as diferentes formas de
textualização dos sentidos em seu modo de formulação e constituição, levando-se em
consideração sua circulação. Para isso, visa-se à análise dos mecanismos de
textualização no oral, no impresso, no urbano e no digital.

BIBLIOGRAFIA

BARBAI, M. Uma imagem na cidade: no flagrante, um sentido. Caderno de Estudos Linguísticos, Campinas, 53(2):169-178, Jul./Dez. 2011.

CONEIN, B.; COURTINE, J.-J.; GADET, F.; MARANDIN, J.-M.; PÊCHEUX, M. (Orgs.), Materialidades Discursivas. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2016.

COSTA, G. C. Sentidos de Milícia. Editora da Unicamp, 2014.

_________. Das imagens desorganizadoras na cidade ao confronto do simbólico com o político. e-metropolis 1 (35), 46-54, 2018.

DIAS, C. P. C. Análise do discurso digital: sujeito, espaço, memória e arquivo. Campinas: Pontes, 2018.

DIAS, C. P. C. Textualidades seriadas: entre a repetição, a regularização e o deslocamento. Rasal Linguística, N. 2, 2019. https://ppct.caicyt.gov.ar/index.php/rasal/article/view/14765

DIDI-HUBERMAN, G. Cascas. São Paulo: Editora 34, 2007.

GADET, F.; PÊCHEUX, M. A língua Inatingível. Campinas: Pontes, 2004.

INDURSKY, F. O texto nos estudos da linguagem: especificidades e limites. In: ORLANDI, E. P.; LAGAZZI, S. (Orgs.), Discurso e Textualidade. Campinas, Pontes: 2006.

LACAN, J. Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise Radiofonia (1953). Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998. p. 238-324.

______. Posição do inconsciente (1964). Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998. p. 843-864.

______. O seminário livro 11: os quatro conceitos fundamentais da Psicanálise. Trad. M. D. Magno. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

LADEIRA, J. D. M. O algoritmo e o fluxo: Netflix, aprendizado de máquina e algoritmos de recomendações. Intertexto, Porto Alegre, UFRGS, n. 47, p. 166-184, set./dez. 2019. https://seer.ufrgs.br/intexto/issue/view/3755

LAGAZZI, S. Texto e Autoria. In: ORLANDI, E. P.; LAGAZZI, S. (Orgs.), Discurso e Textualidade. Campinas, Pontes: 2006.

HENRY, P. A ferramenta imperfeita: língua, sujeito e discurso. Trad. Maria Fausta Pereira de Castro. Campinas, Ed. da Unicamp, 1992.

ORLANDI, E. A Linguagem e seu Funcionamento. Campinas, SP: Pontes, 1987.

__________. As Formas do Silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas, SP: Ed. da Unicamp, 1990.

__________. Discurso e Leitura. São Paulo: Cortez, 1996.

__________. Interpretação. Rio de Janeiro: Pontes, 1996.

__________. (1998). Paráfrase e polissemia: a fluidez nos limites do simbólico. Rua, 4(1), 9-20.

__________ . Análise de Discurso: Princípios e Procedimentos. Campinas: Pontes,1999.

__________. Discurso e Texto: Formulação e Circulação de Sentidos. Campinas: Pontes, 2001.

__________.  O que é linguística? 2 ed. São Paulo: Brasiliense, 2009.

__________. Destruição e construção do sentido: um estudo da ironia. Discursividade, Campo Grande, Edição n° 09 – Janeiro/2012 – Maio/2012.

ORLANDI, E. Discurso em análise: sujeito, sentido, ideologia. Campinas: Ponte, 2012.

PÊCHEUX, M. Papel da memória. In: ACHARD, P. et al. Papel da memória. Trad. José Horta Nunes. Campinas: Pontes, 1999. p. 49-57.

_________. O discurso: estrutura ou acontecimento. Trad. Eni P. Orlandi, 5 ed. Campinas: Pontes Editores, 2008.

ROBIN, R. A memória saturada. Trad. Cristiane Dias e Greciely Costa. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2016.

SONTAG, S. Contra a interpretação: e outros ensaios. Companhia das Letras, 2020.

O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588
Ver endereço para envio de correspondências
LABORATÓRIO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM JORNALISMO - UNICAMP