Disciplinas oferecidas conjuntamente:
JC001/A
JC015/A
JC013/A
JC012/A
JC020/A
JC014/A

Comunicação e Percepção Pública da Ciência e da Tecnologia


JC014/A | Comunicação e Percepção Pública da Ciência e da Tecnologia
Docente: Profs. Drs. Simone Pallone de Figueiredo, Sabine Righetti e Marcelo Knobel
Horário: Terça-feira – 08:30 às 12:30
Local: Sala de aula do Labjor


Semestres em que a disciplina foi oferecida: 2019 - 2º Semestre,

Comunicação e Percepção Pública da Ciência e da Tecnologia se insere no campo dos Estudos Sociais de Ciência e Tecnologia e busca, de modo geral, investigar as relações entre ciência, tecnologia e sociedade. Entender essas relações é um desafio complexo, mas fundamental, porque permite observar como a ciência e a tecnologia ganham destaque no cotidiano das pessoas. A presente disciplina pretende adentrar o universo da PPCT. Traz um histórico da área e propõe analisar pesquisas já realizadas e suas evoluções, em relação a metodologias e dimensões de análises. São atividades desta disciplina: aprender a construir   questionários, avaliar os resultados e conhecer métodos estatísticos utilizados na área. O curso deverá investir na análise dos indicadores de conhecimento, interesse e atitude, e também as limitações das pesquisas e resultados.

AAAS (s/d) Why public engagement matters? Do Center for Public Engagement with Science and Technology, da American Association for the Advancement of Science (AAAS): https://www.aaas.org/pes/what-public-engagement

ALVES, G. (2019) Brasileiro é otimista quanto à ciência, mas confiança cai, diz pesquisa. Texto publicado em 22 de julho na Folha de S.Paulo. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2019/07/brasileiro-e-otimista-quanto-a-ciencia-mas-confianca-cai-diz-pesquisa.shtml

BAUER, Raymond (1966) Social indicators Massachusetts : MIT Press, 1966. 357 p. Language: English.

BODMER, W (1985). Public understanding of science. London: Royal Society, 1985.

Inep-MEC (2015) Censo de Ensino Superior de 2015.

Castillo-Rozo, P. A. (2016) Sistemas de Ciencia, Tecnología e Innovación, gobernanza y prioridades científicas de los países iberoamericanos. Máster en Estudios sociales de Ciencia y Tecnología Instituto Universitario de Estudios de la Ciencia y Tecnología Universidad de Salamanca, 2016.Disponível em: http://www.politicascti.net/index.php?option=com_docman&task=cat_view&gid=33&Itemid=51&lang=es

CGEE (2019) Percepção Pública da C&T no Brasil – 2019. Resumo Executivo. Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2019. Disponível em:

https://www.cgee.org.br/documents/10195/734063/CGEE_resumoexecutivo_Percepcao_pub_CT.pdf

CGEE (2015) A ciência e a tecnologia no olhar dos brasileiros. Percepção pública da C&T no Brasil: 2015. – Brasília, DF: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. Disponível em: https://www.cgee.org.br/documents/10182/734063/percepcao_web.pdf

DAZA, S.; Arboleda, T. (2007) Public Communication of Science and Technology in Colombia: ¿Policies for the Democratization of Knowledge? Signo y Pensamiento 50 · volumen xxvi · enero – junio 2007.

Diagnostico de la divulgación de la ciencia en America Latina: Una mirada en la practica del campo. (2017) Patiño Barba, M.L.; González, J.; Massarani, L., Buenos Aires: RedPop, 2017.

GALLUP. (1987) O que o brasileiro pensa da ciência e da tecnologia?. Relatório. Rio de Janeiro, 1987.

GOIS, A.(2019) Os jovens e a ciência no Brasil. Coluna de Antônio Gois em O Globo. Disponível em:

https://blogs.oglobo.globo.com/antonio-gois/post/os-jovens-e-ciencia-no-brasil.html

JANUZZI, Paulo. (2017) Indicadores sociais no Brasil: Conceitos, fontes de dados e aplicações. Campinas: Editoras Atomo e Alínea, 2017.

LEWENSTEIN, B.V. Models of public communication of science and technology. Public Understanding of Science, Ithaca, p.01-11, 16 jul. 2003.

LOPES, R. J. (2019). Universidades públicas produzem mais de 90% da pesquisa do país; resta saber até quando. Texto publicado na Folha de S.Paulo em 21 de abril de 2019. Disponível em:

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/reinaldojoselopes/2019/04/universidades-publicas-produzem-mais-de-90-da-pesquisa-do-pais-resta-saber-ate-quando.shtml

Manual de Antígua: uma proposta de metodologia comum e recomendações práticas para a implementação de enquetes nacionais sobre PPCT. Disponível em: http://www.ricyt.org/novedades/308-nueva-publicacion-manual-de-antigua

MARQUES, Fernanda e CERQUEIRA, Roberta Cardoso (2016) Entrevista com Germana Barata [pesquisadora que coordena um trabalho que mede a presença de artigos científicos brasileiros na mídia nacional] publicada em 30 de março de 2016 no Portal de Periódicos: http://periodicos.fiocruz.br/pt-br/content/germana-barata

MASSARANI, L. CASTELFRANCHI, Y., FAGUNDES, V e MOREIRA, I. (2019) O QUE OS JOVENS BRASILEIROS PENSAM DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA? Resumo executivo. Disponível em:

http://www.coc.fiocruz.br/images/PDF/Resumo%20executivo%20survey%20jovens_FINAL.pdf

MCT (2010) Percepção Pública da Ciência e da Tecnologia – resultados da enquete de 2010. Disponível em:

http://www.recyt.mincyt.gov.ar/files/ActasComisionCyT/Acta2011_01/Anexo_VII_Public_Survey _2010_Portuguese.pdf

NAVAS, A. M. (2008) Concepções de popularização da C&T no discurso político: impactos nos museus de ciências. 2008. 126 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

ORSI, C. (2019)Vacinas, evolução, transgênicos: pesquisa revela crenças dos brasileiros. Texto publicado na revista do Instituto Questão de Ciência. Disponível em:
http://revistaquestaodeciencia.com.br/questao-de-fato/2019/05/13/vacinas-evolucao-transgenicos-pesquisa-revela-crencas-dos-brasileiros

RIGHETTI, S. (2012) Divulgação de pesquisa agora é critério para avaliação de cientistas. Reportagem publicada em 09 de março de 2012 no jornal “Folha de S.Paulo”. Link: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/30226-divulgacao-de-pesquisa-agora-e-criterio-para-av aliacao-de-cientistas.shtml

RIGHETTI, S. e GAMBA, E. (2019) Alvos de corte, universidades federais deram salto de produção em 10 anos. Texto publicado dia 30 de abril de 2019 na Folha de S.Paulo. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2019/04/alvos-de-corte-universidades-federais-deram-salto-de-producao-em-10-anos.shtml

s/a (2019) Corte orçamentário de 42% em ciência e tecnologia preocupa entidades. Texto publicado em 3 de abril de 2019 na Folha de S.Paulo. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2019/04/corte-orcamentario-de-42-em-ciencia-e-tecnologia-preocupa-entidades.shtml

VELHO, L. Conceitos de Ciência e a Política Científica, Tecnológica e de Inovação. Sociologias, Porto Alegre, ano 13, n. 26, jan./abr. 2011, p. 128-153. Disponível em: https://www.sibi.usp.br/noticias/quem-financia-a-pesquisa-brasileira-um-estudo-incites-sobre-o-brasil-e-a-usp/

VOGT, C.,KNOBEL, M. EVANGELISTA, R. A. FIGUEIREDO, S.P., CASTELFRANCHI, Y., RIGHETTI, S. (2010). Percepção pública da ciência e tecnologia no estado de São Paulo. In SUZIGAN, W., FURTADO, J.E.M.P., GARCIA, R.C. (coord). Indicadores de ciência, tecnologia e inovação em São Paulo. Fapesp, 2010, p. 12-7 a 12-51 do vol.2 http://www.fapesp.br/indicadores/2010/volume2/cap12.pdf

VOGT, C (2003). A espiral da cultura científica. ComCiência, jul. 2003. Disponível em: http://www.comciencia.br/reportagens/cultura/cultura01.shtml

VOGT, C.; POLINO, C. (2003) Percepção Pública da Ciência. Campinas: Editora Unicamp, 2003.

O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588
Ver endereço para envio de correspondências
LABORATÓRIO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM JORNALISMO - UNICAMP