Disciplinas oferecidas conjuntamente:
JC001/A
JC015/A
JC013/A
JC012/A
JC020/A
JC014/A

Texto e Linguagem


JC020/A | Texto e Linguagem
Docente: Profs. Drs. Greciely Cristina da Costa, Cristiane Pereira Dias, Marcos Aurélio Barbai
E-mail para contato:

Horário: Quarta-feira - 09:00 às 13:00
Local: sala 212 - 2º andar - IG (Instituto de Geociências) Endereço: Rua Carlos Gomes, 250, - Cidade Universitária


Semestres em que a disciplina foi oferecida: 2019 - 2º Semestre,

Esta disciplina propõe o estudo do texto na relação com a autoria e a produção do conhecimento.
Busca compreender, da perspectiva discursiva, as diferentes formas de textualização dos sentidos
em seu modo de formulação e constituição, levando-se em consideração sua circulação. Para isso,
visa-se à análise dos mecanismos de textualização no oral, no impresso, no urbano e no digital.

Bibliografia

AUROUX, S. Constituition du fait en histoire et linguistique. In: Histoire et Linguistique, Éditions de la Maison des sciences de L´homme, Paris, 1983, p:201-209.

COLLODI, Carlo. As aventuras de Pinóquio. Tradução: Ivo Barroso. Link: http://www.litterarius.com.br/assets/upload/post/As%20Aventuras%20de%20Pinoquio%20-%20Carlo%20Collodi.pdf

BARBAI, Marcos. Uma imagem na cidade: no flagrante, um sentido. Caderno de Estudos Linguísticos, Campinas, 53(2):169-178, Jul./Dez. 2011.

COURTINE, J. J. Analyse du discours politique. In Langages 62, 1981, Larousse.

COSTA, G. Sentidos de Milícia. Editora da Unicamp, 2014.

COSTA, Greciely. A palavra do ano é uma imagem. In. Fragmentum. Santa Maria: Programa de Pós-Graduação em Letras, UFSM, n. 48, Jul./Dez. 2016. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/fragmentum/article/view/23308/15107

DIAS, Cristiane. A imagem fotográfica digital como protagonista de uma visibilidade do sujeito. In: TASSO, I.; CAMPOS, J. Imagem e(m) discurso: a formação de modalidades enunciativas. Campinas, pontes, 2018.

Dias, Cristiane. Análise do discurso digital: sujeito, espaço, memória e arquivo. Campinas: Pontes, 2018.

DIAS, C. Textualidades seriadas: entre a repetição, a regularização e o deslocamento. No prelo.

FOUCAULT, M. As Palavras e as Coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

FREUD, S. (1925). A negação. São Paulo: Cosac Naif, 2014.

GADET, F. e PÊCHEUX, M. A língua Inatingível. Campinas: Pontes, 2004.

GADET, F.; HAK, T. (Orgs). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

INDURSKY, Freda. O texto nos estudos da linguagem: especificidades e limites. In: ORLANDI, E. P.; LAGAZZI, S. (Orgs.), Discurso e Textualidade. Campinas, Pontes: 2006.

INDURSKY, F.. Práticas da linguagem no jogo entre desmemória e resgate da memória. In: Taisir M. Karim; Neusa Zattar; Joelma A. Bressanin; Ana Maria Di Renzo. (Org.). Língua(gem), sujeito e memória. 1ed.Campinas: Pontes, 2016, v. 1, p. 19-34.

LACAN, J.  O seminário – Livro IV, A relação de objeto (1956-1957)). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1995.

______. O seminário – Livro VII, A ética da psicanálise (1959-1960). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999a.

______. O seminário – Livro XVII, O avesso da psicanálise (1969-1970). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

______. Radiofonia (1970). Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003. p. 400-447.

______. Televisão (1973). Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003. p. 508-543.

———–. O Aturdito. Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003, p.448-497.

LADEIRA, João Damasceno Martins. O algoritmo e o fluxo: Netflix, aprendizado de máquina e algoritmos de recomendações. Intertexto, Porto Alegre, UFRGS, n. 47, p. 166-184, set./dez. 2019. https://seer.ufrgs.br/intexto/issue/view/3755

LAGAZZI, Suzy. Texto e Autoria. In: ORLANDI, E. P.; LAGAZZI, S. (Orgs.), Discurso e Textualidade. Campinas, Pontes: 2006.

MELLO, Carlos de Brito e. Erro e verdade: a palavra trágica na clínica psicanalítica. Reverso,  Belo Horizonte ,  v. 37, n. 69, p. 45-51, jun.  2015 .  Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-

73952015000100005&lng=pt&nrm=iso>. acessos em  01  ago.  2019.       

MILNER, J. C. La constituition du fait en linguistique. In: Histoire et Linguistique, Éditions de la Maison Des Sciences De L´Homme, Paris, 1983, p:177-190

ORLANDI, E. P. A Linguagem e seu Funcionamento. Campinas, SP: Pontes, 1987.

—————-. Discurso e Leitura. São Paulo: Cortez, 1996.

—————-. Interpretação. Rio de Janeiro: Pontes, 1996.

—————-. As Formas do Silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas, SP: Ed. da Unicamp, 1990.

————— . Análise de Discurso: Princípios e Procedimentos. Campinas: Pontes,1999.

—————. Discurso e Texto: Formulação e Circulação de Sentidos. Campinas:Pontes, 2001.

__________. O que é linguística? 2 ed. São Paulo: Brasiliense, 2009.

__________. Texto e discurso. Organon, v. 9, n. 23, 1995.

PALOMBINI, Patrícia; MENDES ROSA, Carlos. NADA MAIS QUE A VERDADE: UM ESTUDO PSICANALÍTICO SOBRE A CONCEPÇÃO DE MENTIRA. POLÊMICA, [S.l.], v. 17, n. 1, p. 016-026, abr. 2017. ISSN 1676-0727. Disponível em: <https://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/polemica/article/view/28293/20341>. Acesso em: 01 ago. 2019. doi:https://doi.org/10.12957/polemica.2017.28293.

PÊCHEUX, Michel. Papel da memória. In. Achard, P. et al. Papel da memória. Trad. José Horta Nunes. Campinas: Pontes, 1999. p. 49-57.

____________. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Editora da Unicamp, 1988.

____________. Delimitações, inversões, deslocamentos. Cadernos de Estudos lingüísticos, v. 19, p. 7-24, 1990.

____________. Ler o arquivo hoje. In: Gestos de leitura: da história no discurso. Campinas: Editora da Unicamp, 1994.

____________. O discurso: estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 1997.

ROBIN, R. A memória saturada. Trad. Cristiane Dias e Greciely Costa. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2016.

SAFATLE, V. Posfácio – Aquele que diz "não": sobre um modo peculiar de falar de si. In: A negação. São Paulo: Cosac Naif, 2014.

The Intercept Brasil – https://theintercept.com/brasil/

TORRES, Cleyton Carlos. 2017b. Aplicatização da memória: memória plástica digital. In. Entremeios: Revista de Estudos do Discurso. v. 15, jul.- dez. Disponível em http://www.entremeios.inf.br

O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588
Ver endereço para envio de correspondências
LABORATÓRIO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM JORNALISMO - UNICAMP