Dossiês Entrevistas Resenhas Notícias Memória Fototeca Agenda Quem somos Fale conosco
Frevo de hoje destaca-se pela improvisação
Museu preserva acervos de grandes nomes da literatura nacional
Uma câmera na mão e uma idéia na cabeça? Mito do improviso é questionado
22 anos depois, Gilberto Velho reflete sobre tombamento de terreiro
Revista do Patrimônio sobre Museus é lançada no Rio de Janeiro
Frevo nasceu como fenômeno de resistência popular
Página inicial > Notícias
Livro relata vocação histórica do Museu do Ipiranga
Patrícia Mariuzzo
Chega às livrarias na próxima semana livro sobre um dos mais conhecidos museus do Brasil, o Museu do Ipiranga ou Museu Paulista. Lançamento da Editora Unesp, o título da obra é O Museu Paulista – Affonso de Taunay e a memória nacional da historiadora Ana Claudia Fonseca Brefe.

A autora investiga como o museu se transformou em um lugar de memória para o país, desde a sua construção, no final do século XIX, mas principalmente a partir do projeto conduzido por Affonso de Taunay, que o dirigiu entre 1917 a 1939. Para Fonseca, Taunay forjou a vocação histórica do museu, inicialmente dedicado às ciências naturais e à exposição de exemplares da fauna e da flora brasileiras. Através de suas escolhas, o Museu do Ipiranga transforma-se num local de narrativa do passado colonial atrelado à memória paulista. O livro conta ainda como a história se estabelece como disciplina e analisa a gênese dos museus históricos ao longo do século XIX.

Nas primeiras décadas do século XX a cidade de São Paulo já se firma como a mais importante metrópole do país e se prepara para comemorar o centenário da independência, em 1922. Na condução do Museu Paulista, Affonso de Taunay busca dar lógica e ordenamento à caótica coleção de objetos históricos espalhados pelas salas do Museu, produzindo iconografia e estudos que fundamentassem suas escolhas. Com isso, o modelo naturalista cede lugar para a história no Museu do Ipiranga e o local se transforma em símbolo da independência - processo que é reforçado pela construção do monumento do Ipiranga - e referência para a nação. A história do museu torna-se, nesse contexto, uma referência para se estudar a formação da identidade nacional no período situado entre o fim do século XIX e as primeiras décadas do século XX.

Imprimir esta matéria Enviar por e-mail