Dossiês Entrevistas Resenhas Notícias Memória Fototeca Agenda Quem somos Fale conosco
Frevo de hoje destaca-se pela improvisação
Museu preserva acervos de grandes nomes da literatura nacional
Uma câmera na mão e uma idéia na cabeça? Mito do improviso é questionado
22 anos depois, Gilberto Velho reflete sobre tombamento de terreiro
Revista do Patrimônio sobre Museus é lançada no Rio de Janeiro
Frevo nasceu como fenômeno de resistência popular
Página inicial > Notícias
Museu preserva acervos de grandes nomes da literatura nacional
Carolina Cantarino
27/02/2007

Os arquivos pessoais dos escritores brasileiros constituem um patrimônio cultural importante para o país e sua preservação é fundamental. Esse é o objetivo do Arquivo-Museu de Literatura Brasileira (AMLB) que integra a Fundação Casa de Rui Barbosa, na cidade no Rio de Janeiro. Sua aquisição mais recente foram cerca de 800 documentos da escritora e teatróloga Maria Clara Machado. Dentre correspondências pessoais com escritores como Ariano Suassuna e Cacilda Becker, foram também doados pela família da escritora, em regime de comodato, originais de peças importantes da literatura e do teatro infantil como O cavalinho azul, O rapto das cebolinhas , A bruxinha que era boa, dentre outras. Está prevista ainda a doação de material relativo ao Teatro Tablado, companhia fundada em 1951 e dirigida por Machado até a sua morte em abril de 2001.

Os acervos do AMLB reúnem cartas, rascunhos, esboços, fotografias, recortes de jornal dentre outros documentos e manuscritos que compuseram os arquivos privados de dezenas de escritores como Manuel Bandeira, Cruz e Souza, Vinícius de Moraes, Fernando Sabino, Clarice Lispector, João Cabral de Mello Neto e Carlos Drummond de Andrade. Esse último foi quem inspirou o poeta e bibliófilo Plínio Doyle a criar o AMLB: numa crônica de 1972, Drummond se refere ao sonho de ver um museu de literatura que reunisse não só livros mas outros documentos e objetos relativos também à vida dos escritores.

Aberta ao público em geral, a consulta aos acervos do AMLB da Casa de Rui Barbosa pode ser feita mediante agendamento prévio. A reprodução do material dos acervos só é possível com uma autorização especial, já que o arquivo detém a guarda mas não os direitos autorais dos documentos.

Imprimir esta matéria Enviar por e-mail