Unesp disponibiliza livros digitais gratuitos de olho na difusão do conhecimento

sexta-feira 12 de março de 2010.
 
A Unesp inaugurou no dia 11 de março uma nova etapa na publicação de livros acadêmicos. Resultado de uma parceria entre a Fundação Editora da Unesp e a Pró-Reitoria de Pós-Graduação, o projeto já disponibilizou na internet 44 livros de pesquisadores de 22 programas de pós-graduação da universidade.

Em uma iniciativa pioneira no Brasil, o Programa de Publicações Digitais da Universidade Estadual Paulista (Unesp) inaugurou no dia 11 de março uma nova etapa na publicação de livros acadêmicos. Resultado de uma parceria entre a Fundação Editora da Unesp e a Pró-Reitoria de Pós-Graduação, o projeto já disponibilizou na internet 44 livros de pesquisadores de 22 programas de pós-graduação da universidade. É o maior projeto de difusão de publicações de uma universidade brasileira, criado para expandir a difusão do conhecimento.

As obras publicadas já estão disponíveis gratuitamente para download no site www.culturaacademica.com.br e pertencem às áreas de ciências humanas, ciências sociais e aplicadas, linguística, letras e artes. De acordo com Marilza Vieira Cunha Rudge, pró-reitora de Pós-Graduação da Unesp, a meta é publicar 600 livros em 10 anos.

No evento realizado para divulgar a iniciativa, o qual contou com a apresentação dos responsáveis pelo projeto, Marilza Rudge destacou que o os livros digitais foram concebidos para levar à sociedade o conhecimento produzido pela universidade. “Hoje mesmo uma reunião do Conselho Universitário da Unesp vai gerar um novo edital para a publicação de mais 58 livros”, adiantou. “O programa vai dar mais visibilidade para a pós-graduação da universidade”, afirmou. Segundo ela, a Unesp tem atualmente 115 programas de pós-graduação, a segunda maior quantidade no Brasil.

Presente ao evento de lançamento, Jézio Hernani Bonfim Gutierre, editor-executivo da Editora Unesp, lembrou da quantidade de informações disponíveis em todas as mídias. “Nossa função é sermos uma instituição que dá respeitabilidade ao conteúdo para garantir informação de qualidade”, afirmou. “E a mudança de visão é que, nesse caso, os livros originais já foram pensados em formato digital e não no impresso”, afirmou.

José Castilho Marques Neto, diretor-presidente da Fundação Editora da Unesp, ressaltou a facilidade de acesso ao conteúdo. “Apenas entre ontem e hoje, as publicações já foram baixadas por quase mil usuários”, afirmou. Se a iniciativa é pioneira e tende a crescer, Castilho ressaltou que este é apenas o início de todo um processo. “Estamos lançando esse formato, mas as próximas versões serão ainda mais interativas e amigáveis, para que esse conteúdo seja cada vez mais acessível aos usuários”, finalizou.

Responder a esta matéria