.
  | home | cursos | producao | projetos | cadastro |  
.
 
  Cursos
. .
. .
 
  Mestrado >>
. .
 
. .
 
. .
 
. .
 
. .
 
.
.
 
. .

. .



 
. .
 
. .
 
. .
 
. .
 
. .
 
Projetos MidiaCiência
. .
  MidiaCiência Notícias
. .
. .
 
. .
 
. .
 
. .
 
. .
 
. .
. .
 

   Mestrado - Projetos

.


Projetos dos docentes do MDCC



LINHA DE PESQUISA: INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO, TECNOLOGIA E SOCIEDADE

 

Título: Efeitos sociais do tratamento e regulação de dados pessoais na América Latina

Em diversos países da América Latina tem se efetuado ações e implementado-se tecnologias que focalizam formas de captação, armazenamento e gerência de dados pessoais dos cidadãos. Nesse sentido, as especificidades do contexto latino-americano são: a) a precariedade e ausência de normas legais que regulamentem a captação, armazenamento e gerência de dados pessoais e; b) um limitado debate público a respeito, capaz de promover uma participação cidadã. O objetivo deste projeto é ser uma primeira etapa na promoção do debate público com influência em políticas públicas relativas à proteção de dados pessoais na América Latina. Pretendemos iniciar esse caminho identificando conhecimento fundamentado em investigação acadêmica e difundindo a informação obtida sobre os nexos entre os estado atual da proteção de dados pessoais e certos processos de classificação que impactam negativamente a participação dos indivíduos na vida pública. Nesta primeira etapa, focalizam-se três âmbitos: a) documentos nacionais de identificação; b) video-vigilância em espaços públicos; c) vigilância de dados na internet.
Coordenação: Nelson Ortega
Equipe: Rafael de Almeida Evangelista, Marta Kanashiro, Fernanda Bruno, Danilo Doneda, Rodrigo Firmino, Nelson Ortega, Liliane Costa Nascimento, Ana Paula Camelo, Vanessa Lara Carmona.
Financiamento: International Development Resercher Center
Natureza: pesquisa.
Período: Início 2010 – em andamento

 

Título: Projeto Barracão: Eldorado dos Carajás

Pretende realizar um trabalho de pesquisa, ensino e extensão, através de oficinas, focando suas atividades na arte e cultura. Essas oficinas terão como foco realizar atividades educativas que convirjam para a elaboração de materiais artísticos sobre o Núcleo, sobre a história dos sujeitos que vivem (n)aquele espaço. Como trabalhamos com linguagem para compreender o modo de producão dos sentidos na cidade, dizemos que o político é o fato de que o sentido sempre pode ser outro. Portanto, colocar o sujeito em confronto com sua realidade significa mostrar a ele que o sentido do espaço que ele habita pode sempre ser outro. Assim como o sentido do espaço do qual ele se sente excluído também pode ser outro. É nesse sentido movente que queremos trabalhar, interferindo, afetando a realidade social de uma comunidade específica: os moradores do Núcleo Residencial Eldorado dos Carajás. Esse Núcleo está localizado na região do Ouro Verde, no município de Campinas, e começou através de uma ocupação, em 1996.
Coordenação: Cristiane Pereira Dias.
Equipe: Eni de Lourdes Puccinelli Orlandi, Olívia Ferreira Couto, Vinícius Wagner Oliveira Santos, Carolina Maria Rodrigues Zuccolilo, Claudia Ragina Castellanos Pfeiffer.
Financiamento: MEC/MinC.
Natureza: pesquisa.
Período: início em 2010 – em andamento

 

 

Título: Escritas, imagens e ciências em ritmos de fabul-ação: o que pode a divulg-ação científica?

Pulsa neste projeto de pesquisa o desejo de investigar: o que podem as imagens, textos, sons da divulgação científica que circulam nas mídias (em especial nas novas mídias de divulgação)? O que pode a divulgação científica, especialmente quando as imagens e textos não se restringem a explicar as coisas? Mobilizada por essas questões, esta equipe de pesquisadores propõe investigar um conjunto de imagens e escritos veiculados nos mais diversos espaços-tempos de divulgação científica. Desviando, entretanto, das questões: o que essa imagem-escrita-som quer dizer, qual representa o conceito corretamente, qual deve ser utilizada em divulgação em ciências. Buscas de outros fluxos e movimentos produtores e ressonadores de outros mundos outras ciências, outras escritas, outras imagens. Possibilidades geradas pelos estudos que o grupo tem feito de filósofos pós-estruturalistas e que encontra um campo muito potente nos conceitos de acontecimento de Gilles Deleuze (2003) e de fabulação de Gilles Deleuze (2005) e Michel Foucault (2006).
Coordenação: Carlos Alberto Vogt, Susana Oliveira Dias e Elenise Cristina Pires de Andrade
Equipe: Antonio Carlos Rodrigues de Amorim, Alik Wunder, Aline Gastardeli Tavares da Câmara, Ana Paula Camelo, Fernanda Pestana, Luana Lopes, Olívia Ferreira Couto, Renato Salgado de Melo Oliveira, Sheyla Cristina Smanioto, Tainá de Luccas Mascarenhas, Vinícius Wagner Oliveira Santos, Vivian Marina Redi Pontin.
Financiamento: CNPq/MCT Edital Universal.
Natureza: pesquisa.
Período: Início 2010 – em andamento

 

Título: Fabulografias: Áfricas cartões-postais

Trata-se de um projeto de extensão e pesquisa comunitária que quer provocar reflexões com o público que se dedica às pesquisas e produções artísticas da cultura afro-brasileira na cidade de Campinas e região, por meio da análise, criação e troca de imagens. O que a África mobiliza? Atravessado por esta questão, o projeto quer gerar pensamentos sobre as imagens, seus modos de circulação, bem como criar um espaço-tempo de experimentação e produção de mensagens fotográficas na forma de cartões-postais versão papel e digital, num blog em oficinas que estimularão e darão subsídios para expressões por imagens. Como as imagens podem potencializar conversas por entre identidades, diferenças, culturas, imagens e conhecimentos? Os postais querem possibilitar fluxos e encontros entre grupos de pesquisa, movimentos sociais e artistas na cidade de Campinas, expandindo-os pela web e proliferando sentidos outros de pertencimento (na diferença) a uma comunidade imaginária, fabulada e inventada pela arte.
Coordenação: Antonio Carlos Rodrigues de Amorim e Alik Wunder.
Equipe: Antonio Carlos Rodrigues de Amorim, Alik Wunder, Susana Oliveira Dias, Fernanda Cristina Martins Pestana.
Financiamento: Faepex-Unicamp.
Natureza: pesquisa.
Período: Início 2010 – em andamento


Título: Fabular meu caro Watson: investigações em divulgação científica e cultural

Que proliferações acontecem quando pensamos que palavras, imagens e sons não são apenas meios de comunicação, mas personagens da divulgação científica? Esta proposta pretende mobilizar as estudantes que participam conosco do Programa Ciência & Arte nas Férias 2011 da Unicamp a pensar nessas questões, junto com os pesquisadores que participam do grupo de pesquisa multiTÃO: prolifer-artes sub-vertendo ciências e educações (CNPq) e que desenvolvem um projeto maior financiado pelo CNPq: “Escritas, imagens e ciências em ritmos de fabul-ação: o que pode a divulg-ação científica?” (Edital MCT/CNPq Nº 14/2009 – Universal na Faixa C). As atividades propostas investem na fabulação como forma de experimentar possibilidades de as pessoas saírem do jogo das palavras, imagens e sons representacionais, fixadoras de conhecimentos e pensamentos que predominam na divulgação científica/cultural. Convidaremos as alunos a um percurso de atividades que envolvem pensar e criar com imagens, sons, palavras – no encontro com obras artísticas e outros artefatos culturais –, articulando-os em experimentações inventadas pelo Labjor com as biotecnologias, focalizando, em especial, os temas clonagem, células-tronco, transgênicos e reprodução assistida. Este projeto justifica-se na medida em que os jovens têm cada vez mais acesso às imagens e sons, e às tecnologias que permitem sua criação e difusão (internet, celular, câmeras etc), mas pouco refletem sobre seus modos de produção de sentidos e subjetividades na sociedade contemporânea, bem como é possível resistir às lógicas que predominam nas imagens que circulam nas mídias.
Coordenação: Susana Oliveira Dias.
Equipe: Aline Gastardeli Tavares da Câmara, Ana Paula Camelo, Fernanda Cristina Martins Pestana, Olívia Ferreira Couto, Renato Salgado Melo de Oliveira, Sheyla Cristina Smanioto Macedo, Vinícius Wagner Oliveira Santos, Vivian Marina Redi Pontin, Luana Aparecida Lopes.
Financiamento: Faepex-Unicamp.
Natureza: pesquisa e extensão.
Período: Início 2010 – em andamento

 

 

Título: Um lance de dados: jogar/poemar por entre bios, tecnos e logias

Trata-se de uma proposta de pesquisa e divulgação científica que aposta em uma aproximação – quase invasão – do público (entendido como autor) em discussões sobre biotecnologias, mídias e suas intensas possibilidades de intervenções na vida. Esta ação – jogos de dados – está relacionada ao Projeto de intervenção e pesquisa Biotecnologias de Rua, desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de artistas e pesquisadores do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo e da Faculdade de Educação da Unicamp desde novembro de 2006. Esta proposta deriva da peça “Num dado momento: biotecnologias e culturas em jogo” e quer expandir as ações do Projeto e criar diálogos plurais entre bios, tecnos, logias e ruas, a fim de gerar fugas às estabilizações e fixações nos/dos dados científicos.
Coordenação: Carlos Alberto Vogt, Susana Oliveira Dias e Elenise Cristina Pires de Andrade
Equipe: Alik Wunder, Ana Paula Camelo, Renato Salgado de Melo Oliveira, Sheyla Cristina Smanioto Macedo, Vivian Marina Redi Pontin.
Financiamento: Ministério da Educação e Ministério da Cultura – Proext 2008.
Natureza: pesquisa e extensão.
Período: Início 2009 – concluído 2010

 

 


 


 


 

 
 
 
 
 
home   |   cursos   |   produção   |   projetos   |   cadastro   |   mapa do site   |   webmaster

Labjor
Cid.Univ."Zeferino Vaz" Préd.Reit. V 3ºpiso CEP 13083-970
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588 Fax: (19) 3521-2599