Categorias de Projetos

Projetos em andamento


Privacidade na contemporaneidade: sentidos e atores em perspectiva
Diante do aumento significativo das possibilidades de captura, armazenamento e cruzamento de dados pessoais, a partir de um monitoramento contínuo e cada vez mais corriqueiro das comunicações, esta proposta de pesquisa busca analisar e mapear os diferentes sentidos e percepções da noção de privacidade na contemporaneidade. Partimos da hipótese que privacidade é um conceito que está sendo desestabilizado e disputado por diferentes práticas e discursos e almejamos mapear e analisar essas tensões em cena e as diferentes percepções e sentidos que circulam entre algumas corporações vinculadas a serviços de internet e comunicação, ativistas e governos. Não se trata de encontrar uma definição para a pergunta: o que é privacidade hoje?, e nem mesmo de responder sobre sua persistência ou extinção. Trata-se antes de compreender um processo de reelaboração de um conceito, analisando as práticas e discursos que o atravessam e compõem. Parte desta pesquisa está sendo desenvolvida como visiting scholar, na Queen's University (Kingston -Canadá), sob a supervisão do Prof. David Lyon. Coordenadora: Marta Mourao Kanashiro

Interseções entre pesquisa, ação e tecnologia: Rede Latino-Americana de Estudos sobre Vigilância, Tecnologia e Sociedade (LAVITS)
À luz de uma série de eventos e processos recentes, é extremamente importante para ampliar o debate público sobre a cultura crescente de vigilância e monitoramento de populações por Estados e corporações. Este projeto destina-se a disseminar esse cenário para os estudiosos, ativistas e do público em geral, através da construção de um discurso crítico sobre as implicações da "normalização" das práticas de vigilância. Simultaneamente pretende-se incentivar a consolidação e expansão das atividades da LAVITS (Rede Latino-Americana de Vigilância, Tecnologia e Estudos da Sociedade). O objetivo é não só para aumentar o debate sobre procedimentos de monitoramento atuais na América Latina, mas também promover o intercâmbio entre a investigação acadêmica e outros setores da sociedade civil que estão criando conhecimento e ações (sociais, artísticas, culturais) nesse contexto. Este projeto coordenado pela prof Dra. Fernanda Bruno a partir da UFRJ, mas executado em diferentes universidades, centra-se principalmente em três eixos de ação: pesquisa; intervenções criativas e desenvolvimento de tecnologia. O primeiro eixo aspira a impulsionar o desenvolvimento e cooperação de projetos de pesquisa voltados para os procedimentos de vigilância emergentes no Brasil e na América Latina. O segundo eixo centra-se nas intersecções e do diálogo entre as universidades e sociedade civil propondo atividades orientadas. Por fim, o terceiro eixo é dedicado ao desenvolvimento e disseminação de ferramentas que aumentem o conhecimento e proporcionar aos indivíduos e grupos com os meios para proteger a sua liberdade e privacidade na comunicação e atividades de todos os dias. Integrantes: Marta Mourao Kanashiro e Rafael de Almeida Evangelista. Financiamento: Fundação Ford.

Mudanças climáticas em experimentações interativas Comunicação e Cultura Científica

Buscando ampliar a produção de experimentos interativos e potencializar a participação do público nas ciências, o Labjor se une à Rede Brasileira de Pesquisa e Mudanças Climáticas Globais (Rede Clima), coordenada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A Rede Clima envolve dezenas de grupos, universidades e instituições de ensino, pesquisa e extensão de diversas regiões do país, distribuindo-se em 13 Sub-redes temáticas: Agricultura; Biodiversidade e Ecossistemas; Cidades; Desastres Naturais; Desenvolvimento Regional; Economia; Energias Renováveis; Modelagem Climática; Oceanos; Recursos Hídricos; Saúde; Serviços Ambientais dos Ecossistemas; e Zonas Costeiras. Coordenadores: Carlos Vogt, Susana Dias e Carolina Rodrigues.


Os periódicos científicos brasileiros: estratégias para expandir e melhorar a comunicação com a sociedade.
Este projeto objetiva melhorar e aperfeiçoar os canais e estratégias de comunicação de periódicos científicos brasileiros com a mídia e sociedade em geral para contribuir para que essas publicações ganhem mais visibilidade, por um lado, e para incentivem maior diálogo e abertura entre ciência e sociedade. Coordenadora: Germana Barata.

Tecnologias de informação, cultura e cibernética
Este projeto de pesquisa busca investigar diferentes aplicações, softwares, tecnologias, dispositivos, ideias, culturas e práticas que sejam em alguma medida herdeiros, derivados ou interrelacionados com o ramo de conhecimento interdisciplinar conhecido como cibernética. Pensando-a como ramo científico de forte influência na cultura contemporânea, volta-se à produção de estudos que visam a compreensão crítica, analítica e reflexiva dos processos históricos de produção e consolidação das ciências e tecnologias na contemporaneidade, e da presença e utilização de novas tecnologias para comunicação, incluindo novas mídias, internet, produção, armazenamento e cruzamento de informação. Integrantes: Rafael Evangelista (coordenador), Marta Kanashiro.

O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588 Fax: (19) 3521-2599
LABORATÓRIO DE JORNALISMO AVAÇANDO - UNICAMP