.
Categorias de Produções


Arqueologia: uma atividade muito divertida

Este livro tem por objetivo promover o diálogo entre Arqueologia Pública e Divulgação Científica para o público infantil. Parte da construção do conhecimento arqueológico numa perspectiva que prioriza o diálogo entre ciência e sociedade, enfocando os processos identitários relativos à produção material humana.

Realização: Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte (Unicamp). Concepção: Pedro Paulo Funari, Vera Toledo e Glória Tega.


AVC: uma catástrofe que pode ser prevenida e tratada

O AVC ainda ocupa o primeiro lugar de morte e incapacidade física, social e cognitiva no Brasil e para reverter este cenário é preciso que as pessoas reconheçam os sinais e busquem medidas para prevenção e tratamento. Assim, este livro traz textos sob o ponto de vista de diferentes áreas, voltados para a conscientização. Escrito em linguagem prática e atual, com colaboração de especialistas e divulgadores científicos do curso de Neurociências do Labjor.

Organizadores: Li Li Min, Paula Teixeira Fernandes, Rodrigo Bastos, Cunha, Susana Oliveira Dias, Vera Regina Toledo Camargo e Carlos Vogt.


Ciência, política e tecnologias: divulgações plurais
O Programa de Mestrado em Divulgação Científica e Cultural do Labjor e do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) acaba de lançar a publicação Ciências, culturas e tecnologias: divulgações plurais, em formatos EPUB e PDF. O livro é uma coletânea de artigos de professores e colaboradores do programa, organizado pelas pesquisadoras do Labjor/Nudecri Marta Kanashiro e Daniela Manica, e marca a comemoração de 10 anos do mestrado, completados no ano passado. As organizadoras explicam que os trabalhos reunidos no livro refletem o esforço coletivo de todos os envolvidos no programa, “em uma construção e busca constante de diálogos e convergências possíveis, afirmativas e potentes”, entre as diferentes perspectivas científicas que norteiam o curso. A obra procura abarcar também as “múltiplas formas de expressão de conhecimentos, culturas, tecnologias, artes e ciências”, que são encontradas nas disciplinas, nos projetos dos alunos e nas pesquisas desenvolvidas. A ideia foi, desde a concepção, ter um conjunto de textos que fossem representativos dessa multiplicidade de olhares sobre a divulgação científica e cultural que é encontrada no programa de mestrado e no Labjor. Ciências, culturas e tecnologias: divulgações plurais foi publicado pela editora Bonecker, do Rio de Janeiro, com financiamento da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Comunicação e Esporte - Tendências

A obra está dividida em duas partes: a primeira, Comunicação e Esportes, apresenta seis artigos, cuja proposta é enfatizar a relação do esporte com os meios de comunicação e suas evidências na sociedade moderna. Na segunda parte, intitulada Futebol: a Paixão Nacional, outros quatros artigos trazem relatos de pesquisas realizadas sobre o futebol e como ele se faz presente no imaginário do cidadão brasileiro.

Organizadores: José Carlos Marques, Sérgio Carvalho e Vera Regina Toledo Camargo.


Conexões: Deleuze e arte e ciência e acontecimento e...

O III Seminário Conexões: Deleuze e Arte e Ciência e Acontecimento e... realizado na Unicamp, em 2011, produziu a coletânea. Arte e Ciência e Acontecimento e... provoca, desacomoda, desorganiza a ordem e a fixidez do pensamento, desconstrói verdades instituídas, começando pelo fato de ter sito realizado como evento. Arte e Ciência e Acontecimento e... se rebela contra esse estável estado de coisas, promovendo um pensamento insubmisso, o ilegítimo da arte e da ciência para um devir outro.

Organizadores: Susana Oliveira Dias, Davina Marques e Antonio Carlos Amorim.


Conexões: Deleuze e Vida e Fabulação e...

O livro é fruto do II Seminário Conexões: Deleuze e Vida e Fabulação e... Desta vez, as fabulações trouxeram a literatura, o cinema e outras artes, fazendo pulsar a vida. Gentes. Gentes de dentro, gentes de fora, gentes do dentro e gentes do fora dançaram e brincaram de roda com o pensamento. As brincadeiras de roda do pensamento se materializaram em textos que, presos neste livro, convidam agora os leitores para libertá-los para novas brincadeiras de roda, fazendo repetir o pensamento, para tornar tudo diferente.

Organizadores: Antônio Carlos Amorim, Davina Marques e Susana Oliveira Dias.


Divulgando o patrimônio arqueológico

A obra tem o objetivo de ampliar a comunicação da arqueologia. É uma parceria com o Laboratório de Arqueologia Pública do Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (LAP/Nepam), Labjor, Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB), com patrocínio da Petrobrás. Compila uma série de reflexões originais e inovadoras sobre a arqueologia e representa um esforço para mostrar resultados de pesquisas na área no Brasil.

Organizadores: Vera Regina Toledo Camargo e Pedro Paulo Funari.


Epilepsia à luz do conhecimento

A epilepsia tem colaborado muito para o entendimento das funções cerebrais, e neste livro o leitor perceberá que abre também uma preciosa janela para a compreensão da experiência humana em suas inúmeras dimensões psíquicas e sociológicas com nível de profundidade que só a literatura costuma alcançar.

Organizadores: Paula Teixeira Fernandes, Li Li Min, Vera Regina Toledo Camargo, Rodrigo Bastos Cunha.


Jogo, celebração, memória e identidade: reconstrução da trajetória de criação, implementação e difusão dos Jogos Indígenas no Brasil (1996-2009)

A obra busca registrar e interpretar a história dos Jogos dos Povos Indígenas, concebidos pelos irmãos Marcos e Carlos Terena. “O importante não é competir, mas celebrar”, é a máxima que tem regido as celebrações que já atingiram boa parte dos 230 povos indígenas. O projeto envolveu pesquisadores e bolsistas no acompanhamento de dez edições dos Jogos, resgatando fotos, depoimentos e matérias jornalísticas do período, com apoio da Secretaria de Desenvolvimento de Esporte e de Lazer (ME) e do Comitê intertribal – Memória e Ciência Indígena.

Organizadoras: Vera Regina Toledo Camargo, Maria Beatriz Rocha Ferreira e Olga de Moraes von Simson.

Download disponível nesse link.

Multitão - experimentações, limites, disjunções, artes, ciências

As parcerias entre pesquisadores e artistas visuais, designers, poetas e músicos na produção de artefatos de divulgação e de pesquisa que se escancara da capa aos artigos. A aposta na relação intrincada entre forma e conteúdo, que favorece a criação de estilos próprios de escrita (e pensamento) e também de possibilidades coletivas usadas pelo grupo de pesquisa Multitão, como as entrequasevistas.

Organizadores: Susana Oliveira Dias, Elenise Cristina Pires de Andrade e Antônio Carlos Rodrigues de Amorim.


O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588
Ver endereço para envio de correspondências
LABORATÓRIO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM JORNALISMO - UNICAMP