Últimas notícias
MDCC – Resultado final
Podcast Oxigênio veicula produções financiadas pela Fapesp
Roda de Conversa: Cotas no Labjor
Nota de pesar – incêndio no Museu Nacional/UFRJ
Inscrições para processo seletivo de Mestrado do Labjor / IEL
Nova edição da pesquisa sobre Percepção Pública da Ciência e Tecnologia no Brasil sairá em 2019
Alunas do Labjor selecionadas na primeira fase do edital Serrapilheira
Labjor lança ebook sobre divulgação científica
Pesquisadores lançam livro de reflexões sobre arqueologia
Morre José Marques de Melo, criador do Labjor e pioneiro da Comunicação no Brasil

Arquivo de notícias

Ao Dines, com carinho*


Notícia publicada em: 22 de maio de 2018

Por Carlos Vogt

Em uma tarde de 1993, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), recebi, por intermédio de Luiz Schwarcz, a notícia – depois confirmada por José Marques de Melo – de que Alberto Dines queria falar comigo sobre um projeto de criação de um programa de jornalismo na Unicamp, universidade de que eu era reitor, na ocasião.

Dines estava em Portugal e tinha vindo ao Brasil, um pouco antes, no ano anterior, para um tratamento de saúde, tudo isso envolvendo, além de outras atividades, sua pesquisa e a produção de seu trabalho fundamental sobre Antônio José da Silva, publicado em livro com o nome de Vínculos e Fogo (Companhia das Letras, 1992).

Dines, como ele próprio relata, passava as manhãs de Lisboa prisioneiro de seu projeto na Torre do Tombo, à tarde, ia para a Editora Abril e, à noite, lia e escrevia, trabalhando o material que sua pesquisa ia organizando.

A bolsa da Fundação Vitae estava prestes a terminar, e o trabalho na Abril permitia-lhe esticar a estada e dava-lhe, então, condições para seguir adiante com os estudos e as investigações para a obra sobre o autor brasileiro do teatro português no século 18, morto ainda jovem, queimado, num auto da fé da Inquisição, com apenas 34 anos, em 1739.

Interesses comuns

Fizemos o contato, Dines me escreveu e eu, que tinha uma viagem programada para Paris, combinei com ele de passar por Lisboa, na volta, para conversarmos e, eventualmente, avançarmos com a ideia da criação de um programa e mesmo de um centro de estudos em jornalismo.

Anos antes, quando Paulo Renato Costa e Souza era reitor da Unicamp e eu seu vice-reitor, chegamos a tratar, na universidade, com Claudio Abramo, então editor da Folha de S.Paulo, de um projeto de curso de pós-graduação em jornalismo, que acabou não se concretizando.

Havia, pois, uma disposição da universidade para um empreendimento dessa natureza que vinha, enfim, encontrar-se com Dines e com a ideia inovadora e precursora que ele alimentava, preparando também, no fundo, a sua volta ao Brasil, no período pós-Fernando Collor e no cenário dos tempos melhores que o governo de Itamar Franco e, depois, de Fernando Henrique anunciavam.

Cheguei a Lisboa e fui recebido pela Norma Couri e pelo Dines com uma simpatia, um carinho e uma acolhida tais que a sensação que compartilhamos era de velhos amigos com saudades de não ter se conhecido antes.

Norma, que estava em Lisboa como correspondente do JB, e Dines hospedaram-me num hotel maravilhoso na rua das Janelas Verdes, cujo nome, se bem me lembro, reportava à sua própria localização. Passeamos, comemos bem, tomamos bons vinhos, fomos a Cascais e a Sintra e paramos no Canto 3 d’Os Lusíadas, de Luís de Camões, no Cabo da Roca, “aqui(…) onde a terra se acaba e o mar começa”.

Tiramos fotos e seguimos embalados, pelo fim de semana de azul e luz, nas conversas sobre os planos de criação do que viria a ser, em 1994, o Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo, o Labjor, da Unicamp; depois, em 1996, também berçário do Observatório da Imprensa, cuja infância, adolescência e idade adulta sempre tiveram em Dines a referência segura, criativa e constante, na constância de sucesso de sua trajetória.

*Texto publicado originalmente na edição 971 do Observatório da Imprensa, em 18/12/2017

O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588 Fax: (19) 3521-2599
LABORATÓRIO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM JORNALISMO - UNICAMP