Últimas notícias
Podcast Oxigênio reestreia em novo formato
Cocen lança programa interdisciplinar com palestra do professor Carlos Vogt
VII Seminário Conexões discute questões sobre o Antropoceno
Mestrado em Divulgação Científica e Cultural – Resultado final
Redes sociais acabam por produzir e disciplinar um novo tipo de acadêmico
Concurso PQ: nota da prova escrita e horário de entrevistas
Embrapa e Unicamp realizam o 4° Encontro Mídia e Pesquisa
Vozes e silenciamentos em Mariana: crime ou desastre ambiental? Disponível para Download
Labjor-Unicamp promove entrevistas ao vivo na Semana Nacional de C&T
Desastre de Mariana é tema de livro de pesquisadores e alunos do Labjor

Arquivo de notícias

Desastre de Mariana é tema de livro de pesquisadores e alunos do Labjor


Notícia publicada em: 11 de outubro de 2017

Dia 18 de outubro será lançado o livro Vozes e silenciamentos em Mariana: crime ou desastre ambiental?, com debate de especialistas. A obra foi organizada pela jornalista e pesquisadora Graça Caldas, com textos de 35 alunos do Labjor.

O debate trará questões sobre os múltiplos efeitos do desastre de Minas Gerais, em seus aspectos ambientais, sociais, políticos, econômicos, históricos e midiáticos. A mesa-redonda será composta pelo biólogo Carlos Joly (IB/Biota-Fapesp – Unicamp), os sociólogos Roberto do Carmo (IFCH/Nepo – Unicamp) e Olga von Simson (FE/Centro de Memória – Unicamp), e o jornalista Mateus Parreiras, do jornal O Estado de Minas, premiado pela cobertura do rompimento da barragem.

O livro, em formato digital (ou impresso sob demanda), examina o desastre, seus antecedentes e desdobramentos. Com 352 páginas amplamente ilustradas, tem sete capítulos: Meio ambiente, Política e economia: uma difícil equação; A vida antes da tragédia; Da água para a lama; Viagem ao epicentro; O desastre ambiental: vozes e visibilidade; Memória e esquecimento. A edição final é das jornalistas Graça Caldas e Adriana Menezes, o projeto gráfico e editoração de Fabiana Bressano e a edição de fotografia de Camila Brunelli.

Uma história para não ser esquecida

Dia 5 de novembro, o rompimento da barragem do Fundão da empresa de mineração Samarco, em Bento Rodrigues, Mariana (MG), completará dois anos. O desastre ambiental, considerado pelos especialistas como o maior do Brasil, deixou um saldo de 19 mortes e afetou a vida de toda a comunidade local, que até hoje espera por promessas não cumpridas.

Programação

Local: Auditório do DGA (Diretoria Geral da Administração) da Unicamp.

14h30 – Abertura do evento
Carlos Vogt (coordenador do Labjor)
Ana Carolina de Moura Delfim Maciel (Cocen)
Simone Pallone (Nudecri/Labjor)
Graça Caldas (Labjor)

15h00 – Mesa-redonda de apresentação do livro
Graça Caldas
Adriana Menezes
Fabiana Grassano
Camila Brunelli

15h20 – Café

15h30 – Mesa-redonda “Os múltiplos efeitos de Mariana”
Efeitos ambientais: Carlos Joly (IB-Unicamp/Biota)
Efeitos sociais: Roberto do Carmo (IFCH/Nepo-Unicamp)
Efeitos de memória: Olga Von Simson (FE e Centro de Memória-Unicamp)
Efeitos na mídia: Mateus Parreiras (O Estado de Minas)

17h às 18h – Debate e encerramento

Evento do Facebook

O Labjor é um centro de referência para a formação e para os estudos em divulgação científica e cultural. Oferece, de forma multidisciplinar, cursos de pós-graduação, e proporciona pesquisas e produtos culturais que contribuem para a análise da dinâmica das relações entre ciência e sociedade.
Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Rua Seis de Agosto, 50 - 3º piso - CEP: 13083-873
Fones: (19) 3521-2584 / 3521-2585 / 3521-2586 / 3521-2588 Fax: (19) 3521-2599
LABORATÓRIO DE JORNALISMO AVAÇANDO - UNICAMP